DENGUE,SE VOCÊ AGIR PODEMOS EVITAR!

Publicado para | Secundário em 28 de abril de 2019 08:52

Aumento nos casos de Dengue coloca Sete Lagoas em alerta.

Sete Lagoas está em estado de alerta em relação à Dengue e outras doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. Somente neste ano, entre janeiro e março, quase 1300 casos já foram notificados junto à Secretaria Municipal de Saúde. Entre eles, 1263 suspeitas de Dengue, das quais 209 foram confirmadas por meio de exames laboratoriais; 4 casos de Chikungunya, que ainda aguardam confirmação, e 11 suspeitas de Zika, entre os quais, 4 em gestantes. 
Até o momento, já foram 2.878 notificações, das quais 1002 se confirmaram. Há registros da doença em 124 bairros da cidade.

Os números de 2019 ultrapassam mais de 4 vezes as notificações do mesmo período do ano passado. Entre janeiro e março, foram registradas 321 notificações. Ao longo de todo o ao de 2018, foram 506 suspeitas e apenas 37 casos positivos. A alta, de acordo com Sueli Lacerda, superintendente de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, diz respeito, principalmente, à circulação do vírus tipo 2. “Em anos anteriores  tivemos a maior circulação dos vírus tipos 1 e 4 e desde o final do ano passado temos a comprovação  de circulação do vírus tipo 2. A maioria das pessoas não tiveram contato com este vírus, portanto são mais susceptíveis à doença”, explica.

Em toda a cidade, 127 agentes de endemias trabalham no combate aos focos do mosquito. Eles são responsáveis pelas visitas domiciliares e pelas ações de rotina com o objetivo de identificar e eliminar os criadouros, além de conscientizarem a população sobre a importância do papel de cada indivíduo nessa guerra contra o Aedes aegypti. “Temos também a equipe que trabalha no atendimento às denúncias, nas equipes de UBV, nas equipes de Pente Fino e nos Pontos Estratégicos”, completa Sueli. 

dengue

ÁREAS CRÍTICAS

Apesar de haver aumento no registro de focos do mosquito em praticamente todas as regiões de Sete Lagoas, a situação está mais crítica em alguns bairros. Entre eles, Verde Vale, Bernardo Valadares, Cidade de Deus, Nova Cidade, Belo Vale I, Orozimbo Macedo, Aeroporto, Esperança, Interlagos e Jardim Europa. Nestas regiões, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou, com o apoio da Superintendência Regional de Saúde, o uso do UBV pesado, também conhecido como carro Fumacê. “Apesar dos problemas financeiros a equipe de controle da dengue  vem trabalhando normalmente e estamos conseguindo cumprir as metas estabelecidas no PNCD- Programa Nacional de Combate à Dengue, mas precisamos reforçar que o papel da população é fundamental no controle das arboviroses. Cada cidadão deve ter o compromisso de manter o seu domicílio livre de focos”, lembra a superintendente. Todas as denúncias e informações podem ser feitas através do DISQUE DENGUE 160.

Ao apresentar sintomas,procure imediatamente uma unidade de saúde mais próxima de sua casa.

Resultado de imagem para SINTOMAS DE DENGUE



Imagem relacionada

Foi publicado no Diário Oficial do Município o decreto de emergência em função da epidemia de Dengue, e com o objetivo de frear o avanço da doença, unindo secretarias, entidades públicas e privadas em um grande mutirão de limpeza.
A previsão é que os trabalhos tenham início no dia 6 de maio e sejam coordenados pela Secretaria Municipal de Saúde, através do Programa de Combate ao Pernilongo e vai envolver ações de orientação nas localidades onde a situação é mais crítica, distribuição de sacos plásticos, orientações aos moradores, visitas em escolas e empresas, entre outras.

Você pode participar comece por seu quintal e reúna os vizinhos para uma limpeza no bairro.

Juntos somos mais fortes e podemos vencer o mosquito!

Fonte: http://www.setelagoas.mg.gov.br

Patrocinadores

Apoiadores

ObservatórioSocial de Sete Lagoas

Filiado à Rede OSB de observatórios sociais é um espaço democrático e apartidário formado por cidadãos que decidiram transformar sua indignação em atitude!